Alan Scherk. Bacharel e Licenciado pelo curso de Dança da Anhembi-Morumbi, 2010. Estudou artes plásticas e música na Fundação da Artes, 1996-1999; dança no Estúdio Nova Dança, 2000-2003 e na Escola Livre de Dança, 2003. Formado em Artes Marciais, Taiyando, 1983-2002. Diretor da Cia. Projeto Clarabóia junto com Mariana Delgado, concebeu e produziu “Um solo de muito caminhos”, contemplado pelo Edital Novos Coreógrafos – Novas Criações: Site Specific 2010, do Centro Cultural São Paulo, e pela programação do Semanas de Dança – Públicos 2011. Com a versão em vídeo-dança de “Um solo de muitos caminhos” participou do Festival Internacional de Vídeo e Dança – Dança em foco 2011 e da Semana Paulistana do Curta-metragem do Centro Cultural São Paulo. Em 2011 prossegue com a pesquisa de trabalhos site specific apresentando a performance “Espaços [I]Móveis” no Paço das Artes e no Instituto de Artes da Unesp. Criou o solo “O cego e Aleijado”, no projeto “10 Solos e Reverberações” sob orientação da Keyzeta Cia., 2008. Integrou a Célia Gouveia Cia. nos espetáculos “Massa” e “Corpo Incrustado” em 2006 e 2007; Cia. dos Anjos, com direção de Silvia Leblon, 2008; Taanteatro Cia. nos espetáculos “Máquina Zaratustra”, e no infantil “Fei Fei e a Origem do Amor” 2006. Participou do grupo de Teatro O povo em Pé, direção Cristiane Steves, em residência na Casa das Caldeiras, 2004. Integra a Balangandança Cia desde 2009, participou do projetos premiados “Balanço”, contemplado pelo Fomento à Dança, 2008 e “Gira-gira”, 2011; criador-intérprete no “Dança em Jogo”, Prêmio Klauss Vianna, 2009 e intérprete em “Brincos e Folias”. Como arte-educador atuou no Programa de Iniciação Artística (PIA), Projeto Piloto Dança (UNESCO), Projeto Arquimedes e Clube dos Paraplégicos. Atualmente, é artista-orientador do Programa Vocacional Dança desde 2010.

N/A